• Interaja +

Dança Sênior traz bem-estar aos idosos Imprimir E-mail

Dançar é uma das atividades mais antigas de que se tem notícia e continua sendo uma excelente forma de relaxar, manter o corpo ativo e ampliar seu círculo de amizades. Para quem pensa que algumas limitações físicas podem tirar o prazer de dançar, a dança sênior é um exemplo de que sempre é possível continuar ativo e com alegria.

Trazida ao Brasil por uma terapeuta alemã, a dança sênior tem algumas peculiaridades. Quase sempre os alunos ficam sentados e as coreografias são iguais no mundo inteiro. “Pessoas que têm problemas de locomoção podem fazer os exercícios sentadas, eles são simples e de fácil memorização. A coreografia é sempre a mesma, pois existe um encontro de dança sênior uma vez por ano, e as pessoas de vários países se reúnem para praticar juntas“, explica Jussara Comazzeto, ministrante de dança sênior do Age Sêniors.

Além da socialização e da alegria, a dança sênior também traz diversos benefícios à saúde. “É uma atividade muito interessante porque trabalha muito a atenção, a concentração e alguns exercícios motores, ajudando muito nas articulações e isso gera no idoso um bem-estar enorme”, afirma Cristiane Felipe, coordenador psicossocial do Age Sêniors.

Os resultados são visíveis e rápidos para a maioria dos praticantes. “Eu estava meio travadinha porque faço muito tricô. E isso aqui foi uma maravilha. Eu ando melhor, tudo melhorou: a articulação das pernas, os braços, os ombros, até o sono, pois eu estava com muita insônia, e agora estou dormindo melhor. Em poucas aulas que fiz, já teve muita melhora”, comemora a aluna Joana Cabrera.

Outro benefício visível entre os praticantes é a melhora da auto-estima. Ele se sente feliz por conseguir fazer, mesmo não sendo um dançarino, ele consegue fazer a coreografia”, comenta a ministrante Jussara Comazzeto.

A aluna Joana Cabrera resume o entusiasmo de todos os participantes. “Vale a pena as pessoas da terceira idade virem correndo pra cá!”